Espinhas nas Costas, como Tratar?
16 de janeiro de 2019
Homens Precisam Cuidar da Pele?
23 de janeiro de 2019

5 Erros ao Aplicar o Protetor Solar!

Compartilhe com um amigo(a)








Enviar

5 Erros ao Aplicar o Protetor Solar: O que Você Pode Estar Fazendo de Errado ? Entender a importância da utilização do protetor solar de modo a garantir a pele saudável sempre é essencial, e muitos têm atenção para não errar no momento da aplicação do protetor solar.

            No entanto, existem maus hábitos que podem passar batidos, e que são mantidos, chegando a comprometer a eficiência do filtro solar, e assim a pele fica desprotegida. Um dos equívocos mais comuns é usar o produto vencido, ou usar somente no verão, se for para piscina ou praia. E na seqüência são apresentados os 5 erros ao aplicar o protetor solar para tomar nota.

– Escolher o Protetor Solar que Não É Apropriado ao Tipo de Pele que Tem

            Escolher entre os vários tipos de protetor solar, que podem ser vendidos na forma de gel, creme, sérum, spray, e a definição do FPS adequado, que é o Fator de Proteção Solar, é fundamental à saúde da pele.

            É necessário considerar fatores como o tom e tipo da pele, sem contar a idade e tendência às complicações dermatológicas, sendo a acne e manchas exemplos. As loções cremosas são mais apropriadas para proteger a pele do corpo.

            Se há muitos pelos, usar spray facilitará aplicar. E para o rosto, o filtro solar deve ser selecionado segundo o tipo de pele que tem. Se a pele for oleosa, utilização do gel-creme, gel, ou a loção oil-free é indicada.

            E no caso da pele seca, é orientado usar creme. Sobre escolher FPS do filtro solar, quanto mais escuro for o tom da pele, a quantidade da melanina produzida pela pele é maior, assim, maior a proteção natural em relação aos danos solares.

            Desta forma, quanto mais clara for a pele, maior vai ser o FPS indicado para a mesma. O adequado é visitar o dermatologista para que este possa indicar o correto FPS. No entanto, sempre ter em mente que as peles claras e escuras necessitam se proteger usando filtro solar contra o sol.

– Não Fazer Reaplicação Correta do Protetor Solar

            Mais um equívoco comum na utilização do filtro solar é reaplicar incorretamente o protetor. Várias pessoas pensam que não há necessidade da reaplicação do protetor solar, que atualmente se caracterizam resistentes à água, e então seguem várias horas em exposição ao sol, seguidas, a se molhar e transpirar, sem aplicar o produto novamente.

            Trata-se de erro apenas passar protetor solar quando chegar à praia. É preciso reaplicar de 2 em 2 horas o filtro, em especial se transpirar e ter contato com água. Os produtos saem de modo fácil nestas situações.

            Mesmo protetor feito a praticar esportes, que possuem fixação maior, não é capaz de manter-se na pele por tempo prolongado se o indivíduo permanecer períodos longos na água.

– Uso Somente da Maquiagem com Filtro Solar

Há vários tipos de maquiagens que têm proteção solar, opções boas a aumentar a proteção da pele diária, porém, não dispensam utilização do filtro solar. Os dermatologistas afirmam que a maquiagem que tenham Fator de Proteção Solar seja sempre utilizada por cima do filtro solar.

– Esquecer da Proteção de Certas Partes do Corpo

            Existem várias pessoas que costumam aplicar o protetor solar somente em regiões mais óbvias corporais, a negligenciar regiões que ficam mais escondidas, como axilas, nuca, pés, orelhas e mãos.

            O protetor solar deve ser aplicado diariamente antes de se expor ao sol na pele inteira que vai ter contato diretamente com raio solar. Qualquer região que vai poder ter exposição de forma direta para sol deve receber proteção através de filtro solar.

Não se pode negligenciar a orelha, colo e nuca. Os olhos devem ser protegidos também através da utilização dos óculos escuros que tenham proteção UV.

É importante salientar que mesmo que determinados tecidos funcionem de barreira, a proteger a pele contra raios solares, o protetor solar deve ser utilizado ainda, pois tal proteção vai depender de muitos fatores como a densidade da trama e cor, tipo de tecido.

Ao ir para praia ou piscina, tal orientação é ainda mais importante. A recomendação é que nestas ocasiões, é melhor aplicar protetor anteriormente a vestir a roupa de banho.

É preciso passar o filtro sem maiô ou biquíni, já que a roupa de banho pode sair de posição e gerar queimadura na região em que não foi aplicado o protetor. Mais um erro grave é negligenciar o couro cabeludo.

O couro cabeludo, em especial do homem calvo, necessita de proteção solar como o restante da pele. Tal região é bastante incidente do câncer de pele basocelular em idade adulta. Já aqueles com cabelo fininho ou pouco cabelo devem usar boné ou chapéu à proteção do couro cabeludo.

– Economia na Quantidade do Protetor Solar

            Aplicar de modo muito econômico o protetor solar, usando quantidades pequenas, pode também comprometer sua eficiência. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a indicada quantidade do protetor solar a cada região do corpo se caracteriza 1 colher de chá do protetor para a região frontal do tronco, e outra à parte de trás.

            Ainda 1 colher de chá do protetor solar no pescoço, rosto, e cabeça. E 1 colher de chá para cada braço, e 1 colher de chá para a parte frontal de cada perna, e outra colher para a parte traseira de cada perna.

            De acordo com a orientação da Sociedade Brasileira de Dermatologia, aplicar o filtro entre 20 e 30 minutos anteriormente a se expor ao sol. Mas, certos produtos no mercado atualmente têm ação imediata. Tal diferencial é apontado em rótulo.

Venha conhecer nossa loja virtual!

4 Comentários

  1. […] Para melhor proteção, usar um protetor solar resistente à água e de amplo espectro com um FPS de 30 ou maior e reaplicar a cada 2 horas ou imediatamente após nadar ou suar. É possível também […]

  2. […] Bronzeados caseiros são seguros? Nenhum bronzeado é dermatologicamente saudável. O bronzeamento se caracteriza pigmentação da pele por causa da maior produção da melanina, como resposta para agressão gerada por se expor à radiação ultravioleta. […]

  3. […] É fundamental se proteger do sol. Exposição para radiação solar gera idênticos danos para pescoço e colo que implica sobre o […]

  4. […] que for percebida a queimadura do sol, com pele sofrendo bolhas e bastante vermelha, é ideal sair de modo imediato do sol, permanecendo […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.